TODAS AS IMAGENS DE ARQUIVO PESSOAL

sábado, 20 de outubro de 2012

sentimento primaveril


inda que a tristeza seja

para os meus versos vero ensejo

de que me vale a poesia

se nas andanças não primo pela alegria

 

inda que a felicidade o eu-poeta mata

que seja pelos braços da primavera qu’ele renasça

que de folha em folha ele se desfaz das lágrimas

até chegar às estações das águas

 

inda que a necessidade do guarda-chuva se faça

não me é preciso qualquer proteção, ou fuga

pois o que caem das nuvens me inunda

de gotas poéticas divina

 

úmido com um cravo e uma rosa como filhos

e uma amada como flor-de-liz

inda sigo minha sina

mesmo que a tristura, do poeta, seja trilha

 

entristecido me perco em folhas

inda se nas estações das flores

a poesia de mim desista

primo, é vero, em ser feliz


Conheça-me pela minha prosa em Crônicas de Eder Ribeiro

 

41 comentários:

  1. ...não há como não ser feliz diante
    de tão belo 'jardim' e suas
    mais perfumadas flores...

    bjs nesta alma de poeta,
    e tbm nesta linda família
    fonte de grandes inspirações!

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo!
    É difícil a caminhada da vida, e muitas vezes a poesia nos foge. Não falo a poesia dos poema, ou a poesia das palavras escritas, mas a poesia do olhar, do sorriso, da generosidade, do afeto, da leveza....
    beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá querido amigo virtual!

    Mil perdões pela demora,estive ausente por vários dias da blogosfera pois fui visitar a família que mora longe, e achei muito bonito seu poema, ainda mais por estar ilustrado por esta linda foto!!
    Suas belas palavras nos descrevem o caminho de nossas vidas, a fartura de sentimentos, nem sempre bons, mas que fazem parte de quem somos e da nossa jornada, mas felizmente, existe também muitos momentos inesquecíveis ao lado daqueles que nos cercam, sejam momentos de alegria ou de dor, estes que nos trazem sempre grandes lições :)

    Um enorme abraço e que sua semana seja maravilhosa :)

    ResponderExcluir
  4. Eder, embora nas rimas manifeste um pouco de melancolia, o otimismo lhe pega de jeito, porque no final deseja ser tomado pela alegria. Que assim seja!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eder, essa poesia simples e profunda me fez pensar nas literaturas de cordel. Sempre que há simplicidade e profundeza num escrito é porque a alma está desvelada. Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. "...mesmo que a tristura do poeta..." ah, Eder, que coisa linda...Sempre vivo com você uma viagem ao longo das palavras... Encanta-me o seu poetar! Beijos

    ResponderExcluir
  7. Belo poema e uma linda família!
    Que Deus os abençoe.

    Abraços e ótima semana.

    ResponderExcluir
  8. Que linda poesia amigo!
    A tristeza do poeta se mistura com a chuva e das gotas formam uma poesia primaveril!! Adorei!!! Bjs. Ieda.

    ResponderExcluir
  9. ♥-:¦:-*´¨`*-:¦:-*´¨`*-:¦:-*´¨`*-:¦:-♥
    Boa tarde!!

    Visitar vc, deixar um abraço
    Fazer um elogio ao que postou
    E gostar do que vc faz é tudo de bom
    mUITO BONITA ESSA POESIA, ADOREI TE VISITAR
    Abraços com carinho
    Rita
    http://cantinhovirtualdarita.blogspot.com.br/
    ♥-:¦:-*´¨`*-:¦:-*´¨`*-:¦:-*´¨`*-:¦:-♥

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde, Eder

    Uma poesia profunda , mesmo que seja a tristeza, seus versos fazem da mesma, mesclando sentimentos de várias formas. Te encontrei no blog do amigo Feliz.
    Vou seguir você.Adorei o seu blog.Abraços


    ResponderExcluir
  11. Inda que eu lesse devagar
    Inda que eu cavasse o mar
    Inda assim, levaria seus versos em minha companhia...

    bjsMeus
    Catita

    ResponderExcluir
  12. Tudo vai e vem, mas na poesia se pode colocar o que, no momento, convém. Lindos versos! Abraços

    ResponderExcluir
  13. Eder,muito linda sua poesia e nem sempre estamos completamente bem,mas o que vale é saber disso e não se deixar abater!Adorei a foto da familia tb!Bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  14. neste Outono deixo ...
    O Vento

    Queria ser
    O que queria ser?
    Queria ser vento...
    Para ser livre...
    Para te tocar
    E te abraçar

    E de mansinho
    Chegar-me a ti
    E sussurrar-te
    Como gosto de ti...

    E devagar
    Devagarinho
    Ia-te acariciando
    E tu ias notando
    Que eu estava aí...

    E o vento
    Ia crescendo
    E mesmo com força
    Gostava de o ser...
    Para que visses
    A força que tenho...

    Força do vento
    Vento tufão
    E queria...
    Poder ter-te...
    Sempre na minha mão.

    LILI LARANJO

    ResponderExcluir
  15. Olá, parabéns pelo blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
  16. *。¨* ✫ ” ✫. ☽¨¯*。.☆¨*。¯`☆¸.✫˚¯`☆
    Passando para desejar um bom feriado
    e um final de semana cheio de muita luz
    Agradeço sempre sua amizade, e parabéns pelo
    que posta para agradar nossa alma
    Abraços com carinho
    Rita
    *。¨* ✫ ” ✫. ☽¨¯*。.☆¨*。¯`☆¸.✫˚¯`☆

    ResponderExcluir
  17. .

    .

    . inda ou mais que a.inda . a palavra solta-se para ir de encontro . à explosão dos teus sentidos . inda . e idos .

    .

    . um abraço forte .

    .

    .

    ResponderExcluir
  18. Amei o seu comentario! Muito inteligente.. Concordo: O sofrimento é uma opção humana!

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. ADORO!!!

    http://estilohedonico.blogspot.pt/2012/11/o-prazer-de-ter-estilo-comoleoban.html

    xoxo

    ResponderExcluir
  20. Nunca que a poesia desistiria de você, ela é esperta, sabe de quem precisa!

    Lindo poema!

    Bjs Eder

    ResponderExcluir
  21. Preciosas letras, un placer leerte!
    Te dejo un fuerte abrazo desde Uruguay!

    ResponderExcluir
  22. ola obrigada pela vista e o teu belo comentário
    que nunca te falte as palavras
    para continuar a ler as tuas belas
    poesias beijinhos boa semana

    ResponderExcluir
  23. ________________________________


    ...que bonito esse poema! Gostei muito de vir aqui e sair com o coração alegre... Sua família é linda, Eder! Parabéns!!!

    Beijos de luz e carinho...

    _________________________________________________

    ResponderExcluir
  24. ______________________________________

    Que belo poema!!! Um grande prazer vir alegrar o meu coração aqui... Sua família é muito linda!


    Beijos de luz e o meu carinho...

    __________________________________________________

    ResponderExcluir
  25. Caro amiga

    O bom da vida,
    é que por mais
    que haja tristeza
    em nosso caminho,
    um simples segundo
    é suficiente
    para nos transbordar
    de alegria.

    Que amar seja para ti
    o objetivo de cada instante.

    ResponderExcluir
  26. Bom sábado pra vc, com muito carinho
    deixo meus parabéns por mais esse post lindo...
    A amizade faz a gente muito alegre por
    ter amigos que gratifica nosso dia
    E ter vc na minha lista de presente
    eu fico eternamente feliz
    Abraços com carinho
    Bjuss
    Rita!!!

    ResponderExcluir
  27. .

    .

    . querido amigo .

    .

    . a.manhã . dia 29 . o intemporal faz anos . conto conTigo . é claro .

    .

    . um fortíssimo abraço meu .

    .

    .

    ResponderExcluir
  28. Olá Eder
    Parabéns pelo blog, linda poesia. Que Deus te abençoe sempre.

    ResponderExcluir
  29. "úmido com um cravo e uma rosa como filhos

    e uma amada como flor-de-liz

    inda sigo minha sina

    mesmo que a tristura, do poeta, seja trilha"

    Obrigada pela visita. Beijo

    ResponderExcluir
  30. .

    .

    . [.grato pela presença . no aniversário do intemporal.] .

    .

    . um abraço meu . eder . meu amigo .

    .

    .

    ResponderExcluir
  31. Olá, amigo Éder
    Vi um pouco de tristeza nas entrelinhas (que todos temos) e venho lhe convidar para rever as alegrias... tem convite no blog hoje e amanhã...
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir

  32. Prezado amigo
    Vim agradecer sua presença amiga lá no meu recanto.
    Eu vim também lhe oferecer dois selinhos, um de 700 seguidores e o outro com os votos de Feliz Natal.
    http://www.mariaalicecerqueira.com/
    Abraço fraterno.
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  33. Olá adorei conhecer o seu blog!
    Você está de parabéns bjs.

    ResponderExcluir
  34. Meu amigo, seja feliz apesar das circunstâncias! Deus é e será sempre contigo e com os seus! Abençoada seja tua família e conte comigo! Tenhas um natal de paz e refrigério e que o novo ano seja banhado de muitas bençãos! Gr. Bj. em vocês!

    ResponderExcluir
  35. Espero que esteja bem!
    Linda poesia! (:

    ''de que me vale a poesia
    se nas andanças não primo pela alegria''

    Triste e belo, parabéns... Já estou seguindo seu blog! (:
    Beijos.

    ResponderExcluir
  36. ola boa tarde ...
    maravilhosa a tua poesia
    que nunca te falte
    as gotas de chuva para os,
    teus lindos sentimentos
    adorei imenso tua poesia
    mesmodigitado com tristeza é fabuloso
    bom fim de semana para ti
    grata pela tua maravilhosa visita beijos

    ResponderExcluir
  37. Olá, Eder,boa-noite! O meu nome é Rita Lavoyer, sou de Araçatuba. Há uma Promoção na Cia dos blogueiros, que pretende reunir o maior número possível de pessoas que têm blogs para compor um poema, por isso o nome "O maior poema. Venho aqui convidá-lo a participar.

    Para conseguir informações é só entrar na página da Cia dos blogueiros
    www.ciadosblogueiros.blogspot.com.br

    ou no meu blog

    www.ritalavoyer.blogspot.com
    Inscreva-se e participe conosco

    Muito obrigada, muito obrigada, muito obrigada.

    ResponderExcluir